quarta-feira, 21 de julho de 2010

Com letras na alma

[ Ouvindo "Só Hoje" - Jota Quest ]

Hoje eu só queria dividir com você minha alegria. E te pedir para vir me abraçar e me desejar boa sorte como fez da ultima vez. Me deixar feliz te olhando do portão com seu perfume na pele. E ir dormir sorrindo com a certeza de que amanhã vai ser um dia sol.
É pena, não se pode ter tudo nessa vida. Mas tudo bem.
O que eu sinto por você agora, ainda vai me fazer correr para atender o celular, ou para olhar a janela na esperança de ver você no portão. Ou ainda vai me fazer ir até onde você estiver quando você me ligar pedindo para me ver por que está com saudade.
E aquela fagulha de esperança que habita em mim vai se ascender outra vez até virar um fogarel e eu me queimarei novamente.
Eu sei, a culpa é minha. Eu te achei tão incrivel, tão diferente, tão certo que esperei demais. Não é por que eu quis tanto que fosse diferente com você, que o meu querer iria ser o seu também.
Mas vai passar, assim como o que eu sentia por outros antes de você também passou.
Afinal essa é a lei natural da vida, não é? As pessoas cruzam nosso caminho, e despertam em nós sentimentos novos, cumprem seu papel e mesmo sem que a gente entenda elas nos deixam.
Quando eu menos esperar, estarei olhando para ti como olho os outros agora. Me sentindo mulher demais para você. Me sentindo forte o suficiente para olhar você nos olhos sem tremer, sem baixar os olhos, sem querer sair correndo para que você não veja o meu coração querendo saltar pela minha boca e pular nas suas mãos.
Vai passar, repito madura e experiente. Vai passar.

Agora, não é hora de se entristecer, Deus é bom e muitas coisas ainda estão por vir.
Muitas paginas a serem escritas, novas tramas e comedias, e novos personagens irão surgir.
Essa é a cena em que a mocinha ia sentar na calçada e chorar, mas ao invés disso, olhou por céu e lá estava ele todo estrelado, com uma lua linda crescendo.
Com o coação na boca, uma grande esperança no que está por vir, ela olhou pro céu e sorriu.
Com um céu desses, como alguem pode chorar por uma rachadura no coração? Não dá, não dá..

Ponho um sorriso nos lábios e um band-aid no coração. E tudo bem. Assim segue a vida.

7 comentários:

Mayara Faria disse...

"um band-aid no coração" *-* gostei

B! disse...

Exatamente oq vce está passando eu passo. È inevitável se pegar esperando por ele. Por mais que sabemos que isso vai passar, que amanha ele vai ser como os outros. MAs é complicado o processo até chegar nisso . =/

TE seguindo =)))

ME segue? '-' http://forgettolove.blogspot.com/

BEijo beijo

Drama Queen disse...

Ngm escreve como você, nem tem letras na alma como tu, amiga! <3

Camila Paier disse...

Florzinha, será que passa? Tem pessoas que a gente quer que, fiquem pra sempre. Isso é que é bom, e que eu tanto desejo. Mas se teu desejo é que passe, amém: que então, passe logo! Pra que novos sentimentos e sensações te invadam e façam feliz!
Beijoca

jefhcardoso disse...

Rê, coisas da vida! Nem tudo acontece no tempo em que a gente acha que deveria acontecer, mas se há esperança, paciência para esperar, calma para analisar, tudo isso é um bom recomeço para tudo que pode dar certo. Concorda?
Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

TC disse...

Lindo post, fez lembrar de alguém muito especial que aconteceu em minha vida. Ainda penso nela, até vou assistir um filme agora por causa dela(Amelie Poulain).
Obrigado por comentar lá no blog. ;)

Anônimo disse...

Nem tenho palavras...esse seu texto diz tudo que eu sinto. Lindo, lindo..me fez chorar até..Mas tudo passa e isso é certo
Parabéns de novo.
Mariana